Bebê de raia jamanta revela seus segredos respiratórios

Esta é uma história de pescador (e cientistas) que se passa na ilha de Okinawa, mas não tem nada a ver com a segunda guerra mundial e nem com Karatê-do, mas sim com um dos mais belos animais marinhos, a raia jamanta – um elasmobrânquio de grandes proporções que ‘voa pelos oceanos’ – e seus bebês.

Pescadores de Okinawa, em 2008, capturaram em suas redes uma dessas criaturas e a levaram de volta à ilha, contactando os veterinários e biólogos do aquário local que estavam estudando a reprodução destes animais. A raia jamanta, como vários outros tipos de elasmobrânquios (tubarões e raias), dão à luz a animais completinhos, portanto não põem ovos e nem chocam-nos dentro de seus corpos, sendo realmente vivíparos. Porém, como não possuem placentas e cordões umbilicais, e até hoje nenhuma estrutura análoga foi descoberta, era um certo mistério como os fetos destes animais obtinham nutrientes e oxigênio, uma vez que o útero é fechado do ambiente externo.

Os pesquisadores do aquário, valendo-se uma máquina de ultrassonografia adaptada para o uso em animais marinhos, conseguiram imagens do útero do animal e tiveram a grata surpresa de descobrir que a fêmea animal estava grávida, permitindo que obtivessem imagens de um dos fetos. O espécimen estudado era da espécie Manta alfredi (Chondrichthyes, Batoidea), uma das espécies de raia jamanta existentes que podem atingir quase seis metros de uma ponta a outra das nadadeiras peitorais. Os resultados deste estudo foram publicados ontem, na revista Biology Letters, e comendados no site da revista Science.

Na ultrassonografia era possível ver a pequena raia em formação abrindo e fechando as mandíbulas de forma continua, o que levou os cientistas a concluírem, também de posse de outros dados e informações, que esses animais obtém oxigênio e nutrientes através do bombeamento ativo do fluido uterino a partir de suas bocas e através de suas brânquias, de maneira parcialmente análoga ao que fazem os animais adultos que nadam com as bocas abertas, aproveitando-se assim do resultante movimento da água que é forçada por suas brânquias, como maneira de se alimentar e obter O2. Assim, de acordo com os pesquisadores, autores do estudo publicado na Biology Letters, quando no corpo na mãe, o embrião da raia jamanta absorve o fluido uterino por bombeamento bucal, mudando seu modo de respiração após o nascimento, de bombeamento bucal para uma forma análoga as bombas hidráulicas que usam a própria força do deslocamento da água para funcionar.

Bebê raia: Oito meses antes do bebê irromper do ventre de sua mãe, ele mostrou como respira aos cientistas. Crédito: Okinawa Churaumi Aquarium

Os cientistas especulam que a rápida redução do tamanho do espiráculo que ocorre na jovem raia pode refletir essa mudança do modo de respiração fetal para o adulto. Esta forma de respiração de fato é semelhante a empregada por fetos de espécies que põem ovos para obter oxigênio da água dentro do ovo.

A raia mamãe deu à luz oito meses depois, a uma raia fêmea saudável com 2 metros de asa a asa e pesando 50 quilos.

___________________________________________________

  • Fields, Helen [on 5 June 2012, 7:30 PM] A Peek Inside the Manta Ray Womb Science Now.

  • Taketeru, Tomita, Toda, Minoru,Ueda, Keiichi, Uchida, Senzo and Nakaya, Kazuhiro Live-bearing manta ray: how the embryo acquires oxygen without placenta and umbilical cord Biol. Lett.[Published online before print June 6, 2012] doi: 10.1098/rsbl.2012.0288. [Abstract]

Créditos das Figuras:

SCUBAZOO/SCIENCE PHOTO LIBRARY
SCUBAZOO/SCIENCE PHOTO LIBRARY
RESTEC, JAPAN/SCIENCE PHOTO LIBRARY

About rodveras

I'm a biologist and science writer who loves philosophy and sciences.
This entry was posted in Ciência and tagged , , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s