Tireoide in vitro

Vejam só se isso não é muito legal. Cientistas conseguiram induzir células in vitro a alteram sua ‘programação desenvolvimental’ e formar esferas ocas capazes de produzir os mesmos hormônios produzidos em uma glândula tireoide normal. Após esta fase inicial, os investigadores introduziram esta ‘glândula de placa de cultura’ em um organismo completo, transplantando estas esferas ocas de tecido produtor de hormônios tireoideanos para  camundongos cujas glândulas tireoides haviam sido irradiadas e assim previamente destruídas, conseguindo que os novos órgãos, crescidos in vitro, continuassem produzindo os hormônios como faziam fora do corpo dos animais, o que permitiu a reversão dos problemas causados, nos camundongos, pela remoção da tireoide.

Este feito é extremamente importante por que a glândula tireoide desempenham um papel crucial no controle da homeostasia dos animais Ao metabolizar o iodeto, a tireoide sintetiza diversos hormônios que funcionam como reguladores do crescimento, do desenvolvimento e do metabolismo basal de diversos tecidos. Na ausência do funcionamente adequado da tireoide nós seres humanos, por exemplo, podemos desenvolver condições como o hipo e o hipertireoidismo, além de tumores nesta glândula frequentemente acabam tornando sua remoção cirúrgica necessária.

Células-tronco embrionárias formando esferas ocas produtoras de hormônios (verde) em uma placa de cultura que, quando transplantadas para camundongos, funcionaram como a glândula tireóide. Crédito: F. Antonica / S. Costagliola Lab / IRBHM / ULB

Os pesquisadores conseguiram esta façanha através da ‘superexpressão’ de dois genes que codificam proteínas que agem como fatores de transcrição, NKX2-1 e PAX8, isto é, que ativam a transcrição de outros genes, que assim induziram células tronco embrionárias de camundongos a diferenciarem-se em células foliculares tiroidianas que se organizavam em estruturas tridimensional que foram então tratadas com ‘tirotropina’. Estes conjuntos de células foliculares geradas in vitro como descrito no artigo na Nature exibiam capacidades apreciáveis de ‘organificação’ do iodeto e como já apontado ao serem transplantadas para os camundongos sem tireoide foram capazes de regular os níveis plasmáticos de hormônios tireoidianos e promover a recuperação dos animais, mostrando que o tecido produzido in vitro era completamente funcional.

_____________________________________

Referências:

  1. Antonica F, Kasprzyk DF, Opitz R, Iacovino M, Liao XH, Dumitrescu AM, Refetoff S, Peremans K, Manto M, Kyba M, Costagliola S. Generation of functional thyroid from embryonic stem cells. Nature. 2012 Oct 10. doi: 10.1038/nature11525. [Epub ahead of print] PubMed PMID: 23051751.
  2. Saey, Tina Hesman Thyroid in a dish: Stem cells assemble themselves into a working gland Science News Web edition : Thursday, October 11, 2012

About rodveras

I'm a biologist and science writer who loves philosophy and sciences.
This entry was posted in Biotecnologia, Ciência. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s