Sobre sereias, goblins de metal e jogos de Pimball/RPG: As muitas vidas do ‘Dr Paul Robertson’

Olhem só o ‘Doutor Paul Robertson’ do ‘documentário’ [Cof!cof!cof!] ‘Sereias’ e ‘Sereias: Novos indícios’ trocou de nome (agora ele chama-se Mark Hoyt) e de profissão (de biólogo marinho caçador de sereias virou um geomorfologista), e não é que ele encontrou outro ser fantástico, desta vez ‘Homem Goblin da Noruega’. O cara é bom mesmo!

Este trecho foi retirado de outro docuficção (como ‘Sereias’ e ‘Sereias: Novos Indícios’), mas desta vez feito como parte de uma campanha de marketing viral para um novo jogo (Too Human) produzida pela Silicon Knights.

Mas caso vc ainda não esteha satisfeito, saiba que Hoyt/Robertson, mundou de novo de nome e agora é David Evans um diretor de criação de jogos (RPG/Pinball) recrutando para jogadores para os testes do jogo Rollers of the Realm. O cara é fantástico.

E tem gente que realmente acha que os programas do AP e DC são documentários de verdade e feitos em cima de evidências reais de humanoides aquáticos descobertas por cientistas de verdade. Deixando a brincadeira de lado, isso é sério. O cara é um ator e não tem culpa do que os produtores do AP fizeram.

Por favor, não acreditem em tudo que assistem na TV. Se algo for muito bom para ser verdade, desconfie, provavelmente é bom de mais para ser verdade mesmo. Investigue, questione-se. Não deixe suas expectativas e seus desejos turvarem seu senso crítico.

—————————————

Nota adicional: Pelo que pude verificar até agora, David Evans é o nome real do ator (e diretor de criação de jogos) que interpreta os Doutores Paul Robertson e Mark Hoyt. Notem que no primeiro programa (Mermaids: The Body Found) dois atores ‘viveram’ o Dr. Paul Robertson, como eu havia dito. Um deles, Andre Weideman, atuou nas ‘re-encenações’ e o outro, o próprio Evans, interpretou o ‘cientistas de verdade’.  Essa estratégia não é nova e já havia sido usada no filme “Contatos de 4º Grau“, de 2009 (The Fourth Kind), em que a atriz Milla Jovovich interpretava a psiquiatra que havia supostamente feito sessões de regressão com vítimas de abdução e uma outra atriz, bem menos famosa, Mia McKenna-Bruce, interpretava a ‘psiquiatra original’, misturando ‘re-encenações’ e ‘filmagens reais’ para dar um clima mais realista. Neste outro caso de pseudo-documentário muita gente também acreditou que os relatos fossem reais e que seriam evidências de abduções por alienígenas.

——————————————

Atualização de 8 de julho de 2016:

Para aqueles que ainda não compreenderam, segue o link de mais um artigo sobre os pseudo-documentários do AP sobre sereias. O texto escrito para a revista Skeptic por traz até uma pequena entrevista com Dave Evans, o nosso Dr. Robertson.

About rodveras

I'm a biologist and science writer who loves philosophy and sciences.
This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

16 Responses to Sobre sereias, goblins de metal e jogos de Pimball/RPG: As muitas vidas do ‘Dr Paul Robertson’

  1. Bidu says:

    Ta começando a ficar vergonhoso isso… Acho que vou fazer uma campanha pra levantar fundos e criar um documentário pra dizer que o PCC é uma religião e não e uma facção… He he… Certamente vendo para eles..

  2. Bidu says:

    Galera, sem maldade…

    E o sereio ? Com umas sereias feias como as dos documentários citados está claro por que eles sumiram… Vou ficar com a lembrança daquela do Piratas do Caribe… Já que é pra fantasiar vou ficar com aquela mesmo…

  3. Eu estou com pena do ator, David Evans, que toda vez que alguém que viu os programas do AP o vê deve interpelá-lo sobre a ‘conspiração’ e achar que ele teve até que mudar de ramo e de nome para fugir do governo. hehe!! Eu acho que ele nem deve ter sido tão bem pago pelo AP, pois, pelo jeito ele, é um ator amador e a principal área de atuação dele é como roteirista e diretor de criação de jogos mesmo. Quem sabe não licenciam para ele os direitos de criação de um jogo com as sereias do Animal Planet.

    [ ]s

  4. Pingback: De novo a história das sereias* | calmaria&tempestade's Blog

  5. Eduardo Santos says:

    Rodrigo, perdoe minha ignorância, sou novo aqui no site e não conheço sua trajetória, mas aprecio a forma clara e muito bem embasada com que expõe suas conclusões. Gostaria de saber em que campo da ciência é formado, pois demonstra possuir um vasto conhecimento sobre diversas áreas do conhecimento humano.
    Desde já seu site se encontra em meus favoritos.

    • rodveras says:

      Oi, Eduardo. Sou biólogo, como já deve ficar claro pelos meus posts que espero que vc vá gostar. Dentro das ciências da vida tenho alguma experiência em biologia experimental, graças a minha graduação e a um mestrado em farmacologia, além de também ter um razoável conhecimento de biologia computacional, graças a um doutorado (infelizmente não concluído) em bioinformática. Tenho também mais de uma década de leituras em biologia evolutiva, biologia teórica e filosofia da biologia, áreas pelas quais sou apaixonado, além de um grande fascínio por filosofia de modo geral, particularmente filosofia da ciência, epistemologia e metafísica. Sou também um ávido consumidor de divulgação científica de todas as áreas e procuro me manter informado por vídeos, livros, artigos e textos de blogs e através do que mais eu puder por minhas mãos, além de ter uma boa familiaridade com ferramentas de busca e com as bases de dados de artigos científicos e filosóficos.

      Grande abraço,

      Rodrigo

  6. Pingback: Sobre sereias, goblins de metal e jogos de Pimball/RPG: As muitas vidas do ‘Dr Paul Robertson’ | Biologia na Web

  7. Pingback: Lá vamos nós de novo: As incansáveis sereias que não morrem jamais | calmaria&tempestade's Blog

  8. AGENCIO says:

    Adorei seus posts , e estou me sentindo idiota porque eu acreditei, muiiiiito obrigado pelos esclarecimentos .

    Mas ainda acho que iremos encontrar coisas ou seres magníficos na imensidão do oceano , mas que sejam concretas

    Grande abraço

    Agencio

    • rodveras says:

      Não se sinta um idiota. A forma como o AP organizou os dois programas favorece o engano por parte dos telespectadores, já que eles usam e abusam da sugestão de conspirações para explicar o fato de ninguém mais ter divulgado o tal suposto achado sem precedentes. Como já afirmei em outras ocasiões, eles poderiam ter feito um programa bem parecido e no final deixado clara a natureza ficcional do mesmo e usado este momento para separar o joio do trigo e chamar a atenção para as questões importantes associadas a exploração dos recursos e utilização dos ambientes marinhos e o impacto humano nos seres aquáticos, especialmente em animais sociais e inteligentes como os cetáceos e ‘pinipédios’. Infelizmente, os responsáveis pelos programas e pelo AP preferiram ficar só no sensacionalismo e no ambiguidade.

      Embora eu seja cético sobre as possibilidades de encontrarmos seres com algum paralelo aos seres mitológicos, ao mesmo tempo, acho que já estamos encontrando seres magníficos na imensidão do oceano e espero que encontremos mais. Também desejo que deixemos de colocá-los em risco, como temos feito ao longo de nossa história, adotando uma modo de vida mais sustentável e aos ecossistemas e ético em relação aos demais seres vivos.

      Agora, na hora que novas descobertas forem anunciadas, fique de olho na fonte e na confiabilidade delas.🙂

      Grande abraço,

      Rodrigo

  9. AGENCIO says:

    kkkkkk e eu sou um altenticoo nerd que adoro RPG’S

  10. Mto legal. Estou adorando ler sobre tudo isso. O jeito como vc fala das coisas eh esclarecedor. Queria saber mais coisas. Tem algum email para contato?

  11. Ariel says:

    Rodrigo,

    Obrigada pelas informações. Eu ratifiquei tudo o que tinha pesquisado sobre o famigerado Dr. Paul Robterson aqui! Hahahaha Tenho que dizer que coitado desse ator David Evans, as vezes os dinheiro não compensa. E o que a mídia capitalista não faz para lucrar milhões de dólares! Nossa! Se tivessem ficado restritos aos danos ambientais nas pesquisas petrolíferas! Mas não! Canais que inspiram confiabilidade usando de completa ma fe. Não valem obvie vendem.

    • rodveras says:

      Oi, Ariel. Obrigado pelo comentário. Concordo com você. Acho bem frustrante o fato dos produtores e roteiristas destes programas do Animal Planet não terem concentrado-se nas questões ambientais e éticas associadas ao que fazemos nos (e com) oceanos (e seus habitantes) e nem, ao menos, nas questões científicas sobre como investigamos a vida marinha e sua evolução. Eles pegam carona nestes temas, mas usaram-nos apenas como fachada para conseguir audiência e acabam por desinformar e não educar, alertar ou informar, como esperaríamos de um canal como esse.

      Abraços,

      Rodrigo

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s